Energia e pandemia?

O que esperar do mercado de energias



Escrito por: Eng. Leonardo Vieira Pedrini, CEO - 09/06/2020

Ao realizar um estudo de o que se espera nos próximos meses para o Brasil para o MBA, notei uma correlação econômica interessante no mercado brasileiro.

O Brasil apresenta como ponto forte econômico o agronegócio. Ao se falar do consumo de energia deste mercado se destaca a produção de leite/lácteos, que apresenta um consumo energético elevado na produção e conservação do produto. Este mercado sofreu e sofrerá uma queda devido ao COVID-19 e seu impacto, dentre eles, o desemprego e menor circulação de pessoas. Isso forçou muitas empresas deste segmento a investirem seus recursos na produção de UHT (leite longa vida) e leite em pó.

Impacta, também, na indústria de beneficiação, aumentando seu consumo de energia pelos próximos meses.


O que pode se relacionar entre estes dados?


Agravando este cenário, temos o anúncio de aumento no valor da tarifa em um valor médio de 6,21%, podendo chegar até 20% nos próximos anos. Devemos considerar o reflexo na economia local devido à medida provisória 950/20, a qual acolhe pequenos consumidores e permite a inadimplência temporária.

Em 2020, foi aprovado pela ANEEL um orçamento de R$ 22,453 bilhões para a CDE (Conta de Desenvolvimento Energético), apresentando um aumento de 11% no orçamento deste ano. Este aumento tem relação com a elevação do preço do diesel usado em termelétricas que atendem pontos isolados.


E como a pandemia afeta o mercado brasileiro?


A pandemia afetou diversos segmentos mercadológicos e comportamentos sociais de compra, causando consequências econômicas severas em diversos segmentos de mercado, dentre eles, o de energia elétrica.

A procura por energias renováveis está, cada vez mais, ganhando forças não só pelo governo, com diversas medidas de incentivo, mas também pela população. A taxa de crescimento do consumo de energia elétrica apresenta uma média de 2,5% ao ano, previsto entre 2019 e 2029, mostra que não somente é importante, mas necessário o emprego de energias renováveis no Brasil.

Outro fator que afeta diretamente a infraestrutura nacional e preocupa o setor, é o aumento da frota de carros elétricos, totalizando, em 2019, 22,5 mil de veículos licenciados. Em abril de 2020, já apresentava 47% do total de 2019. A Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE) apresenta um aumento na projeção de 300% a 500% nos próximos 5 anos.

Diversas empresas estão estudando não só o P&D, mas também um modelo de negócio para atender a chamada Nº 22 da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e apresentar cuidados na infraestrutura para receber a demanda crescente de consumo de energia elétrica.

Um assunto debatido no MBA que venho estudando é a nitidez da ineficiência na gestão de recursos não renováveis. Créditos de carbono não reduzem o impacto ambiental, mas procuram, por outros meios, igualar os pesos dos prós e contras. Aplicar os instrumentos de MDL (mecanismos de desenvolvimento limpo) é uma tarefa de extrema importância, uma vez que trabalhar com energias renováveis é garantir o equilíbrio das futuras gerações. Vale ressaltar que, além do MDL, temos como suporte os ODS da ONU.

A meu ver, temos agora um cenário delicado da relação consumo de energia versus disponibilidade econômica para manter o equilíbrio da infraestrutura nacional. A conscientização do uso de energias renováveis tem se solidificado em nossa sociedade e apresenta resultados positivos no controle da poluição e nas formas de geração. A formação de profissionais na gestão estratégica de geração de energias naturais renováveis deixou de ser um diferencial para ser uma necessidade urgente para auxiliar o Brasil nos desafios que estão por vir.


Fontes:

https://nacoesunidas.org/conheca-os-novos-17-objetivos-de-desenvolvimento-sustentavel-da-onu/amp/

http://www.epe.gov.br/pt/publicacoes-dados-abertos/publicacoes/nota-tecnica-cenario-economico-2020-2029

https://lactec.org.br/pd-em-mobilidade-eletrica-abre-caminho-para-novos-mercados/

https://www.canalrural.com.br/noticias/agricultura/covid-19-relatorio-agronegocio-cogo/

https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2019-10/conta-de-luz-para-os-brasileiros-em-2020-pode-ter-aumento-de-242

https://valor.globo.com/brasil/noticia/2019/10/29/conta-de-luz-podera-ter-um-aumento-significativo-em-2020-diz-aneel.ghtml

https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/03/10/aneel-aprova-reajuste-medio-de-621percent-para-tarifas-da-light.ghtml


4WaTT Premiação Internacional

Projeto desenvolvido por nossos engenheiros que transforma lixo orgânico em energia elétrica e energia térmica visando aumentar a eficiência energética no mundo recebe homenagem internacional na Università di Pisa na Itália.

Ver Matéria

Noticias e artigos

Confira as noticias e artigos da nossa equipe!